"O movimento de mudança que acontece no Brasil não tem volta"

“O movimento de mudança que acontece no Brasil não tem volta; não recuaremos e estaremos unidos em defesa da Nação" , disse Filipe Barros no Congresso Brasil Profundo

Cerca de mil pessoas participaram presencialmente e outras cerca de 40 mil participaram pela internet do Congresso Brasileiro Brasil Profundo – A redescoberta de Quem Somos, edição Paraná, promovido neste final de semana, sábado (12), em Londrina, no Centro de Eventos Tsuru.

O Congresso Brasil Profundo tem o objetivo de resgatar as raízes e alicerces do conservadorismo do país.


O presidente Jair Bolsonaro participou de forma online e reafirmou que o seu governo vem trabalhando pelo futuro do país. “Um grande projeto que acontece em todas as áreas, mas que a grande mídia não mostra ou mostra só em partes. Há um Brasil que é alicerce da nossa nação, há um belo Brasil que precisa ser contemplado, há um Brasil profundo que só precisa ser redescoberto e estamos unidos nesta redescoberta”, disse o Presidente.

O deputado federal londrinense Filipe Barros que participou como convidado do evento, dialogou com o Presidente Jair Bolsonaro e perguntou de que forma a população pode continuar ajudando nesta transformação do Brasil. Bolsonaro disse que “todos devem ser participativos, buscando conhecimento sobre o trabalho que está sendo feito e transmitindo informações verdadeiras para toda sua rede de amigos como forma de convencimento,”, disse Jair Bolsonaro.

Foi um sábado inteiro de painéis e palestras que contaram com a participação das mais importantes personalidades do conservadorismo nacional.

Abertura – Como convidado do Instituto Conservador Liberal, Paraná Conservador e Direita Paraná, Filipe Barros participou da abertura do evento ao lado do também deputado federal Eduardo Bolsonaro, idealizador do Congresso e presidente do Instituto Brasil Conservador, e do CEO do Instituto Sérgio Sant´Ana.


“Nosso patriotismo se fortalece quando conhecemos a verdadeira história da nação”, disse Filipe Barros.

Segundo Eduardo Bolsonaro, o Congresso Brasil Profundo será realizado em todos os estados dos país. “Já fizemos um encontro como este no Mato Grosso e, agora, no Paraná. É com este espírito de resgate que vamos percorrer o Brasil, trazendo luz à essência de cada região, para relembrarmos cada história, refletir sobre as lutas particulares de cada estado e as soluções de que necessitamos”, disse.

Filipe Barros destacou, ainda na abertura, a honra em receber paranaenses vindos de todas as regiões do estado em sua cidade natal. “Por isso, quando me solicitaram sugestão de local para a realização do Congresso, fiz questão de indicar a Zona Norte da cidade, no conjunto Violim, como forma de prestigiar e valorizar esta região da cidade, disse Filipe Barros.

Palestras – Foram importantes painéis durante o sábado, sobre os temas Armas e Liberdade, o MST e a farsa de Liberdade, Fé e política, Falência da grande mídia, Cultura do cancelamento, Feminismo como estratégia de guerra política, entre outros.

Filipe Barros foi muito aplaudido em vários momentos de sua palestra sobre O Cenário Político Nacional e o Futuro dos Conservadores. O deputado começou lembrando que historicamente uma manifestação que se começou como encontro de esquerda, em 2013, pouco tempo depois se transformou em movimento da Direita e a partir daí se inicia o processo de mudança do país.

“Este movimento que realizamos aqui com a participação de milharesde pessoas em busca de informações verdadeiras não tem volta. A população está querendo saber cada vez mais sobre o que acontece na política e isso traz esperança no coração de todos nós", disse.

"Mas, sabíamos que não seria fácil quando um conservador assumiu a nação. E, logo de cara que o Presidente Bolsonaro assumiu, no primeiro mês, houve o desastre de Brumadinho; na sequência começam as várias tentativas de interferência à soberania brasileira, com a ditadura da toga ; na sequência veio a pandemia com seus reflexos na saúde e na economia. E, mesmo assim, o Brasil foi um dos únicos países do mundo que pensou na vida e na economia, colocando em prática o maior programa de renda que foi ao auxílio para a população vulnerável durante a pandemia, com maior pagamento de transferência de renda da história da democracia, além de ter garantido a vacina para todos que quisessem se vacinar. Neste cenário devemos considerar ainda que registramos a maior crise hídrica dos últimos tempos e, agora, a guerra na ucrânia, que interfere globalmente", analisou Filipe Barros.

“Este quadro e a nossa presença aqui hoje prontos para não recuarmos, me faz lembrar um versículo bíblico, que está em Neemias, 4.14 : Olhei, levantei e disse aos nobres, aos magistrados e ao restante do povo: não os temais, lembrai-vos de Senhor, grande e temível, e pelejai pelos vossos irmãos, vossos filhos, vossas mulheres e vossas casas. E, é exatamente este mesmo cenário do versículo que vivemos no Brasil; inúmeras pessoas tentando destruir o que o presidente Bolsonaro vem realizando em prol do país", seguiu o deputado.

"À nós, junto com o presidente cabe olharmos com atenção, saber diferenciar as situações com informações e definirmos as estratégias de luta e, como Neemias, vamos defender nosso territórios, nossas casas, e filhos.; nós não vamos desistir, nós continuaremos lutando pelo nosso país. Temos que nos unir com coragem para defendermos o que é nosso", finalizou.

Família - Neste momento Filipe Barros pediu que a família estivesse no palco; os filhos Bento e Davi e a esposa Mariana, e convidou a plateia para um compromisso, que foi repetido em coro pela plateia de cerca de mil pessoas exatamente com estas palavras: " Eu prometo defender a nossa nação, ajudar o presidente Jair Bolsonaro a deixar um Brasil melhor para nossos filhos e netos; nós defenderemos o nosso país contra aqueles que querem destruí-lo. O Brasil acima de Tudo e Deus acima de todos”.



0 visualização0 comentário