Filipe Barros e Secretário da Educação anunciam atividades do Colégio Estadual Cívico Militar Adélia

Filipe Barros e Secretário da Educação anunciam atividades do Colégio Estadual Cívico Militar Adélia Dionísia Barbosa

O deputado federal Filipe Barros articulou na tarde desta quarta-feira (26), a primeira reunião com a participação do Secretário de Estado da Educação, Renato Feder e assessoria do Núcleo Regional de Educação, mais a professora Vera Lúcia da Silva Moura, diretora do Colégio Estadual Adélia Dionísia Barbosa e as mães e pais da Associação de Pais e Mestres do colégio.


O tema foi o início das adequações da unidade escolar inovadora instituída por convênio entre governo federal e o Paraná, no processo de transformação em Escola Cívico Militar por iniciativa do deputado Filipe Barros, que solicitou ao então ministro Abraham Weintraub a escolha de Londrina para sediar o colégio.


No encontro inédito na Educação do Paraná, com a participação virtual de todas as partes interessadas, o secretário estadual Renato Feder confirmou que o governo paranaense contratou dois policiais militares para atender integralmente a escola, além de fazer a entrega dos novos uniformes aos estudantes londrinenses.


“Estas ações serão realizadas no início do ano letivo, já no dia 7 de fevereiro. Assim estamos começando a implementar o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares do Ministério da Educação e Ministério da Defesa em parceria com os governos estaduais”, afirmou o deputado federal de Londrina.

Desde o ano passado, mesmo durante a pandemia, o deputado Filipe Barros vem tratando da efetivação das ações no Colégio Adélia como Escola Cívico Militar, em função do atraso que se deu nos processos burocráticos na esfera estadual, já com depósito de R$ 1 milhão de reais na conta do Paraná para adequações e adaptações.


Filipe Barros já havia recebido os representantes da escola e dos pais, em seu gabinete em Londrina, no fim do mês de dezembro de 2021, quando foram tratadas as principais demandas apresentadas: o andamento da contratação de policiais e a entrega de uniformes.


“Estamos dando os primeiros passos nesta transformação, que fez parte das minhas propostas e do presidente Jair Bolsonaro, e que será muito importante para Londrina. Vamos seguir trabalhando para que o Colégio, que fica na Zona Norte da cidade, seja referência entre as escolas inovadoras do Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares”, disse Filipe Barros.


“Outra boa notícia é que os recursos federais para o andamento do programa estão mantidos; trata-se do investimento extra anual para escolas que constam do programa federal. Por escola de até mil alunos o investimento é de RS 1 milhão, financiado pelo MEC, com contrapartida financeira do estado, ou seja, Brasília repassa recursos e vou garantir o aumento das verbas”, explicou Filipe Barros.


Anseio – Segundo a diretora da escola Vera Lúcia da Silva Moura, existe uma grande expectativa por parte dos docentes, pais e alunos para o ano letivo de 2022. “Com a finalização das matrículas, devemos chegar aos mil alunos e estamos com planejamento pronto para a realização de muitas melhorias no colégio. É um momento muito esperado por todos nós”, destacou Vera Lúcia.


Agradecimento – O secretário de Estado da Educação agradeceu o convite do deputado norte paranaense pela oportunidade do encontro com professores e pais do colégio. “O deputado mostra com isso sua responsabilidade, compromisso e preocupação com a população que ele representa. Esta reunião que o senhor promoveu é inédita e foi muito positiva e faço questão de registrar seu trabalho republicano e honesto em prol da Educação", ressaltou Renato Feder.



16 visualizações0 comentário