Filipe Barros coloca Londrina na disputa pela Escola de Sargentos do Exército




O deputado federal Filipe Barros foi o responsável por colocar Londrina na posição de forte concorrente para receber a nova Escola de Formação de Sargentos de Carreira do Exército Brasileiro, instituição responsável pela formação de 2.500 sargentos, a cada ano, e que envolverá um efetivo composto por mais de quatro mil pessoas.


A convite do deputado, o município recebeu nesta quarta-feira (27) a visita da comitiva militar responsável pela escolha do local que sediará a nova escola. Vieram o general da Divisão R/1 e gerente do Projeto, Joarez Alves Pereira Junior; os coronéis Luiz Henrique Salonski e João Gustavo Barbosa Albuquerque. Eles apresentaram ao deputado Filipe Barros e ao prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, a proposta do ministério da Defesa para implantação da escola.


O general Joarez Alves Pereira Junior, que gerencia o projeto, explicou que se trata de um planejamento de longa data feito pelo Exército Brasileiro, com o intuito de centralizar a formação de sargentos. “Essa sempre foi uma prioridade, investir na capacitação do nosso pessoal. E queremos reunir as escolas de sargentos em um único local, com premissas basilares, para termos homogeneidade nessa formação”, citou.


Além de Londrina, também estão na disputa Recife, Santa Maria e Ponta Grossa. “Pelo que vi de Londrina, a cidade comporta, com perfeição, essa nova escola. É um grande desafio ter o local adequado, mas pela visita que fizemos algumas áreas parecem promissoras. Precisamos trabalhar e avaliar para ver se atende, e se é possível o seu uso pelo Exército Brasileiro. Mas vejo aqui muita efetividade, e esperamos até o final do semestre uma proposta formalizada e documentada, que será levada ao comando do Exército”, detalhou o coronel.


Primeiro a propor Londrina como sede da futura Escola de Sargentos de Armas, o deputado federal Filipe Barros reforçou que a vinda deste equipamento trará ainda mais desenvolvimento para a cidade e seu entorno. “Apesar de já ter outras cidades pleiteando, quando indiquei Londrina o general se propôs a nos ouvir, e a vir até aqui para conhecer. E agradeço às entidades do setor produtivo, sempre envolvidas em questões importantes, que abraçaram essa causa e estão dando toda a atenção necessária. Em Londrina, quando a causa é boa, atuamos juntos, e essa união faz a diferença. Juntos, faremos o que estiver ao nosso alcance para que esse projeto dê certo, e que será para todos os londrinenses uma grande honra”, disse.


Antes da reunião no gabinete do prefeito, a comitiva do Exército Brasileiro sobrevoou locais estratégicos da cidade, a convite do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-PR Norte). “Assim que ficamos cientes dessa proposta, uma equipe do Sinduscon localizou, dentro da região metropolitana de Londrina, as pouquíssimas áreas disponíveis nas dimensões que o Ministério da Defesa precisa. Encontramos seis locais potenciais na região, mapeamos e buscamos informações sobre eles, e apresentamos em mapa ao general. Fizemos hoje um sobrevoo desses locais, pois é muito importante que eles conheçam a topografia da região, a orografia dos terrenos, quais as estruturas já existentes como moradias, agricultura, e outras, para fazerem sua tomada de decisão. Precisamos, juntos, construir a solução para que essa Escola venha para Londrina, e vamos usar todos os recursos disponíveis mostrando que temos vontade, necessidade, e queremos eles aqui”, ressaltou o presidente do Sinduscon-PR Norte, Sandro Marques de Nóbrega.


Ao final da apresentação, foi formado um grupo de trabalho que ficará responsável por avaliar as áreas em Londrina aptas a abrigar o centro de formação do Exército, assim como as moradias e demais estruturas que compõem a Escola de Formação de Sargentos. O responsável pela Prefeitura de Londrina, será o secretário de Gestão Pública, Fabio Cavazotti, que participou da reunião.


O encontro teve ainda a participação do vice-prefeito, João Mendonça; chefe de Gabinete da Prefeitura, Moacir Sgarioni; deputados estaduais Tiago Amaral e Tercílio Turini; o agropecuarista e colaborador emérito do Exército Brasileiro, Oezir Kantor; entre outras lideranças da cidade.


Com informações da Prefeitura de Londrina.










58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo